Arquivo do blogue

estado de espírito.

<a href="http://www.youtube.com/watch?v=?hl=en&autoplay=1&loop=1"><img src="http://www.gtaero.net/ytmusic/play.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a>

5 de novembro de 2010

19'z

Não sei lidar contigo, mas sei que tu vais acabar por me desculpar...assim como eu considerei as tuas desculpas quando erraste comigo.

1 comentário:

JoanaEugénio105 disse...

Uau, eu chorei a ler o teu comentário. Sabe realmente bem quando alguém se dá ao trabalho de me explicar pensamentos, fragmentos de factos ou de histórias. Sinto-me maravilhada quando me entendem e quando se me dão a entender!

Talvez muitas mais pessoas se sintam como eu, mas não é o que vejo! Talvez elas existam e se mostrem felizes quando no fundo estão a desfalecer, carregadas de desilusões e problemas, mas custa-me a crer que um Homem consiga disfarçar tal sofrimento. Eu sofro, e pelos vistos isso nota-se. Portanto, se eu não consigo disfarçar, apesar de tentar, como pode alguém conseguir? Parece-me impossível, e por isso desconfio.

Se calhar sofro por motivos inúteis, mas o que sinto aperta-me o peito, puxa-me os cabelos e arranha-me a pele! O que sinto corta-me aos pedaços e enterra-me numa imundície fria, muda e podre.

Hoje até estou feliz, o dia correu-me bem e algumas peripécias alegraram-me por instantes, mas não esqueço os momentos em que estou sozinha e com o tédio a sufocar-me!

Com todas as minhas conversas, um pouco sinistras como alguém já lhes chamou, começo a ter medo de tornar as pessoas tão vazias quanto eu. É que há dias deixei escapar ''A morte é solução para tudo'' e quem ouviu isto, ontem disse-me que pensou sobre isso, e que de facto, eu estava certa. Então agora tenho medo de mim!